sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Há certas horas...



Há certas horas, em que não precisamos de um Amor…
Não precisamos da paixão desmedida… 
Não queremos beijo na boca… 
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama… 
Há certas horas, que só queremos …